FESTA DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS É CELEBRADA EM OURO PRETO

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS É CELEBRADA EM OURO PRETO

 

 

 

 

A Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo) recebeu fiéis para as celebrações de sua patrona. Este ano de 2017, as paróquias de Nossa Senhora da Conceição e a paróquia de Nossa Senhora do Pilar finalizaram as comemorações em conjunto. A comunidade, as irmandades e demais movimentos religiosos compareceram às celebrações, mostrando a força da fé de um povo.

 

No domingo, 24 de setembro, dia de Nossa Senhora das Mercês, houve Missa pela manhã, presidida pelo padre Vander Sebastião Martins, e à noite, presidida pelo Cônego Luiz Carlos Cesar Ferreira Carneiro e concelebrada pelo padre Marcelo Moreira Santiago. Esta cerimônia foi abrilhantada com a participação do Coral São Pio X. Cônego Luiz lembrou que o mês de setembro celebra-se, também, a Bíblia e afirmou que, hoje, devemos ter plena consciência de que a palavra de Deus é lâmpada para os pés e luz para o caminho.

 

Cônego Luiz frisou que Maria, Mãe da Esperança, viu seu Filho morrer e, ali, no Calvário, permaneceu de pé, numa atitude de prontidão, como narra São João Evangelista. Este evangelista, nos conta também, que Maria foi nos dada como Mãe naquele momento do calvário: é Mãe de todos, não só dos cristãos. “Todos receberam esse privilégio de ter Maria como Mãe, educadora, mestra. Intercede por nós, seus filhos e filhas, e pela Igreja, que continua caminhando na história por intermédio do Espírito Santo”, afirmou Cônego Luiz.

 

Após a Celebração Eucarística, os fiéis saíram em procissão luminosa com a imagem de Nossa Senhora das Mercês, em direção à igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia (Mercês de Cima), onde as celebrações foram encerradas com o canto do “Te Deum” e com a bênção do Santíssimo Sacramento, também presididas pelo cônego Luiz.

 

Nossa Senhora das Mercês

 

O culto a Nossa Senhora das Mercês teve início em 1218, quando São Pedro Nolasco, São Raimundo do Peñafort e o Rei Dom Jaime I, da Espanha, tiveram o mesmo sonho: a Virgem Maria pedia que fundassem uma Ordem Religiosa que tivesse como objetivo libertar os cristãos escravizados pelos muçulmanos. Muitos membros da Ordem dos Mercedários chegaram a doar suas vidas pela libertação de cristãos que tinham sido escravizados.

 

Mercê é uma palavra do português arcaico e significa Favor, graça, benefício, perdão, indulto. Este último significado é relevante na história de Nossa Senhora das Mercês, pois significa libertação. Nossa Senhora das Mercês veio para libertar da escravidão, à época, a escravidão real feita pelos muçulmanos. Hoje, ela nos liberta da escravidão moral, dos vícios e pecados que nos escravizam e nos tiram a liberdade.

Veja fotos da celebração.

 

 

 

 

2008 © Todos os direitos reservados ao Museu Aleijadinho
Praça de Antônio Dias - Bairro de Antônio Dias - Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil.